Nossa História

e1Em 2000, a diretoria escreveu uma revista comemorativa aos cinqüenta anos do CPA.
Esta revista teve o objetivo de resgatar o importante papel dissertation-editing/ histórico do CPA – Clube Paulo Afonso – na sociedade pauloafonsina.

É impressionante o que está relatado nas páginas escritas pelos ex-presiden¬tes. As mais recentes, ainda estão vivas na memória de grande parte de nossos associados. Outras, como os relatos de Hélio Gadelha, Fernando Tavares e Muccini, são conhecidas de poucos e nos contam a história das primeiras dez (10) administrações.Destas, sete (7) ex-presidentes já são falecidos.

Tivemos muitas dificuldades para levantar os fatos, pois os livros de atas de 1950 a 1985 não foram encontrados. Para suprir esta lacuna, entrevistamos vários colaboradores do Clube e buscamos no Memorial Chesf fotos da época. Sem dúvida, a maior colaboração foi dos ex-presidentes, principalmente a história dos dez primeiros, ordenada por Gadelha, Muccini e F. Tavares, que entenderam essaywritingservicehelp/ o nosso esforço e, reunidos em Salvador, buscaram em suas memórias e nos proporcionaram a oportunidade de contar a história o mais próximo possível de sua realidade.

Fizemos um esforço muito grande para registrar com fotografias as gestões de cada presidente. Infelizmente, alguns períodos foram prejudicados por falta de registros fotográficos.

Os presidentes após 1965, todos vivos, foram convidados e tiveram a oportunidade de colaborar e deixar seus nomes definitivamente gravados na importante história do CPA, que está diretamente ligada a própria CHESF, por onde passaram todos, até por força dos estatutos. É possível até, que alguém tenha ocupado a presidência interinamente e que não seja citado nos relatos dessa história, pela falta de registro da qual já nos referimos. Aqui fazemos homenagens à ex-funcionários e agradecimentos a outros que nos ajudaram a desvendar essa história. A todos eles, nossos mais sinceros agradecimentos. Os muitos que não foram citados, sintam-se lembrados no nome dos colegas. Nosso esforço foi também para homenageá-los!

Desde que assumimos a direção do Clube Paulo Afonso, tínhamos consciência de que caía sobre nós a responsabilidade de atravessar o milênio e com ele, o compromisso de comemorar o Jubileu de Ouro do nosso Clube, que pela sua importância após o surgimento da Chesf e de Paulo Afonso, teve papel significativo como coadjuvante e parceiro, no processo de desenvolvimento dos dois. Não poderíamos nos omitir, pois seria negar um direito que nos parece por demais merecido.

O nosso Clube nasceu para ser sempre grande e pelo que veremos de sua história, contada por seus ex-presidentes e admiradores, nas páginas deste documento houve sempre a preocupação de suas diretorias e da CHESF, de preservá-lo como um verdadeiro patrimônio. Fizemos nossa parte, planejamos e fomos à luta. Buscamos apoio da Chesf e de outros parceiros e esperamos que o desfecho das comemorações esteja a altura da grandeza do nosso querido Clube.

Newsletter

Cadastre-se e receba nossa programação!

Agenda
    • Nenhum evento
  • Recordações